sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Faculdade de Direito do Recife - 190 anos de construção do saber jurídico nacional

Pode até ser clichê, mas tenho um orgulho imenso em ter minha vida profissional tão umbilicalmente associada a esta Instituição.
A primeira Faculdade de Direito do Brasil, ao lado da do Largo São Francisco em São Paulo (hoje vinculada à USP), fundadas ambas em 11 de agosto de 1827, por Decreto do Imperador Pedro I. Funcionou inicialmente em Olinda, no Mosteiro de São Bento, vindo para Recife em 1854 e funcionando no prédio atual localizado à Praça Adolfo Cirne, desde 1911, portanto, há 106 anos. Em 1946, passou a integrar a Universidade do Recife, o que viria a se tornar a Universidade Federal de Pernambuco.

Por aqui passaram nomes grandiosos do Direito, como Tobias Barreto, Clóvis Bevilácqua, Ruy Barbosa, e até alguns que se destacaram fora do mundo jurídico, nas artes, por exemplo, como Castro Alves, Ariano Suassuna e Alceu Valença. Continua contando com juristas extraordinários, a quem tenho a honra de chamar de colegas e que não vou nominar para não cometer injustiças ou esquecimentos.

Não fiz nela minha graduação, mas desde o mestrado, no qual ingressei em 1998, minha história profissional esteve ligada a ela. Professor Substituto, Mestrado, Doutorado e, finalmente, Professor efetivo a partir de 2006.

Ser hoje Professor Associado da Faculdade de Direito do Recife é mais do que uma realização profissional com a qual sonhei desde que decidi abraçar a carreira docente. É uma missão de vida que mesmo governos que trabalhem fortemente contra não conseguirão destruir, pois mais do que esse antigo e belo edifício, temos professores e alunos que orgulham e se orgulham dela. Temos gente, portanto, que faz a diferença.

Parabéns FDR!

Rumo ao bicentenário!