sexta-feira, 24 de julho de 2015

Amor: sempre na moda


O amor nunca sai de moda.
Nem quem canta o amor.
Nem os lugares que são a expressão visual do amor.

Ao fim deste primeiro semestre letivo da UFPE, pude finalmente me distrair um pouco com o Youtube, e eis que me baixou o espírito de Gil Pendler (de Meia-noite em Paris, Woody Allen) em suas voltas a Paris e ao seu passado. Tudo temperado com tórridas paixões, platônicas, reais, fugazes e duradouras

E me deparo com essas belas imagens da cidade luz, com a trilha sonora de "Et si tu n'existais pas" (Joe Dassin).

Podem até dizer que a canção é brega, mas eu acho linda. E com o irresistível charme francês.

Et si tu n'existais pas j'essaierais d'inventer l'amour
Pra ti, Ana Claudia.

Pra quem preferir, uma versão mais, digamos assim, moderna, um dueto a la Unforgetable - Natalie/Nat King Cole, muito bom também.



Nenhum comentário: