sábado, 2 de maio de 2009

Bond: talentosíssimas, maravilhosas, belas...


Talentosíssimas, maravilhosas, belíssimas...

A foto aí ao lado parece ser suficiente para tais adjetivos, não?

Pensa que elas são modelos? Uma girls' band?

Resposta negativa para a primeira pergunta. Parcialmente positiva para a segunda se entendermos que o termo em questão possa fazer referência a um talentosíssimo quarteto de cordas de instrumentos de música erudita (violino, viola e violoncelo) que extrapolou as fronteiras desta última, fazendo uma espetacular fusão de ritmos clássicos (Bach, Brahms, Vivaldi, Tchaikovski e congêneres) com batidas eletrônicas da dance music, soul, jazz, tango e até percussão africana e música latina, o que batizaram de classical crossover music.

Pois é. Você, leitor, pode ter achado que eram apenas belas mulheres (e elas são lindas mesmo) e nada mais (como se fosse pouco). Mas as garotas do Bond (não é o James 007 e sim o nome do quarteto) são muitíssimo mais do que isso, são instrumentistas de fabuloso talento e substancial originalidade musical. Entre novas versões de músicas clássicas de Bach, Vivaldi e cia. e composições próprias, as gurias receberam o reconhecimento de gente como Andre Rieu e instituições como a Orquestra Filarmônica Real do Reino Unido, que, inclusive, gravou um CD e fez concertos em Londres, acompanhando-as.

Preconceito com mulheres bonitas? Será que elas não podem ter talentos para além da bela estética?

Confesso que talvez não passasse nesse teste se as visse antes de ouvi-las. Contudo, para minha grande sorte, eu as ouvi antes de vê-las.

Eu descobri o Bond ano passado quando estava com a TV ligada, mas longe da mesma, que eu lembre, lendo um livro ou o jornal. Foi quando ouvi um som diferente, que me chamou a atenção e me agradou sobremaneira. Meus ouvidos se deliciaram com aquela mistura de cordas clássicas e batidas contemporâneas e aí veio a curiosidade de olhar a TV para ver quem estava tocando tão bem. Quando as vi, então, fiquei extasiado, quase não acreditei que, além de encantar meus tímpanos, as musicistas do Bond ainda esbanjavam beleza e sensualidade, colírio para meus olhos.

Com as facilidades da net, fui atrás de músicas e mais informações. E aí fiz algumas descobertas: Tania Davis (primeira da esquerda para a direita) é violista, australiana de Sydney, com bacharelado em música pelo Consevatório de sua cidade natal e pós-graduada em música pela London's Guildhall School of Music and Drama, tendo tocado com a Orquestra de Câmara Australiana e as Orquestras Sinfônicas de Sydney e de Londres; Haylie Ecker (segunda, mesmo sentido) é violinista, também australiana, só que de Perth, com pós-graduação em música pela mesma Escola de Tania, com estudos avançados em execução musical solista, tendo dado vários concertos solo por vários países antes de integrar o Bond; Eos Chater (terceira, igual sentido) é também violinista, natural de Cardiff, País de Gales, com formação musical pelo Royal College of Music, de Londres, tendo trabalhado como compositora de várias peças de violino e cordas para bandas e artistas de pop rock, como Divine Comedy, Cocteau Twins e Mark Knopfler (ex-Dire Straits); Gay-Yee Westerhoff (a última e única morena da banda) é violoncelista, inglesa de Yorkshire, com formação musical pelo Trinity College of Music, de Londres, tendo tocado, antes de integrar o Bond, com Sting, Barry Manilow, Brian Adams e Spice Girls (cf. mais detalhes em http://www.bondmusic.net/).

Achou pouco? Pois o Bond já possui 5 CDs e um DVD oficiais lançados e é considerado por muitos como o mais criativo quarteto de cordas da atualidade. Se duvida, dê uma olhada na performance das garotas nos vídeos abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=OMdW1o8H9cc

http://www.youtube.com/watch?v=16P73a_-Tx8

http://www.youtube.com/watch?v=ul-WUgNSZ5k

http://www.youtube.com/watch?v=l6CEsZ8FktI

É de tirar o fôlego.

É, meus caros, quem pensou que talento e beleza não podem estar juntos em uma mulher (nesse caso, em quatro) vai ter que repensar seus conceitos depois de assisti-las.

BRAVO!!! BRAVÍSSIMO!!! WONDERFUL!!!

2 comentários:

taise disse...

Eu conhecei o grupo através de um conhecido que ouvia no carro... ao me encantar com o que estava ouvindo, tive a curiosidade de perguntar quem era, então ele me disse: " Bond", e falou um pouco sobra o quarteto, fiquei tão encantada que a 1° coisa que fiz ao chegar em casa, pesquisar sobre essas tais meninas... desde 2008 virei fã.Acredito que quem aprecia uma boa música apaixona!
No meu caso tem um sonho grande de aprender a tocar violino, de uma certa forma senti meu sonho mais perto!

Bruno Galindo disse...

Se tiver talento, vá em frente, Taise. Os sonhos se realizam com muito trabalho, estudo e dedicação.
Boa sorte. Tudo de bom.