sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Essa é espetacular

Recebi por e-mail:
De George Best, ex-jogador do Manchester United: “Metade do que ganhei eu gastei com mulheres, bebidas e carros. A outra metade eu realmente desperdicei".

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Bruno, foi aluno seu na UFPB, na cadeira de Dir. Internacional Público, há uns dois anos e gostei muito das suas aulas e encontrei seu blog pelo de Rabenhorst. Já fiz alguns comentários aqui, mas nunca me identifiquei direito.


Não sei qual dos dois é plágio, mas em "Onde os Fracos Não Têm Vez", dos irão Coen, há uma frase silimar, quando o "mocinho" responde que a maioria dos US$ 2.000.000 que ele achou ele gastou com mulheres e bebidas, e o resto desperdiçou.

Se vc não assistiu ainda assista.

Denis

Márcia Pellicano disse...

Olá, Bruno!
Estou fazendo um trabalho universitário e estamos tentando utilizar textos de autores pernambucanos. Faço faculdade de Letras em Brasília e amo sua terra!
Pois bem, ao fazer uma busca, me deparei com uma crônica que, pelo que entendi é de sua autoria. Me autoriza a utilizá-la em meu trabalho? É uma aula de interpretação de texto, cujo foco está nas características da textualidade, mais especificamente na situcionalidade.
Atenciosamente,
Márcia Pellicano
Brasília-DF
mnpelli@yahoo.com.br

Márcia Pellicano disse...

Acho que me esqueci de dizer qual a crônica, né?
Uma crônica do carnaval de Pernambuco, publicada em 21.02.2007. Agradeço desde já!

Bruno Galindo disse...

Prezada Márcia

É uma honra poder ter um texto de minha autoria utilizado em sua investigação. Pode utilizar sim. Um abraço e boa pesquisa